Favoritos de 2014 (em construção)

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Cartas de Amor Aos Mortos - Ava Dellaira




Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

-

Um livro jovem adulto, com um título incrível, uma narrativa de ritmo impressionante e personagens cativantes. Em Cartas de Amor aos Mortos somos apresentados a Laurel, uma adolescente que carrega um passado triste e que tenta esconder de todos, sua irmã, May, morreu e Laurel, que sempre fora muito apegada à irmã, tem que conviver com o luto, a dor da perda e a mudança de escola que a leva a conhecer suas novas amigas Natalie e Hannah, com elas Laurel vai descobrir um novo mundo para escapar da tristeza: Álcool, cigarros, e muita, muita música.
Suas cartas começam quando a professora de Inglês pede a turma para escreverem cartas para alguém que já morreu. Laurel começa então a escrever e mesmo sem mostrar suas cartas para a professora ela escreve cada vez mais cartas, para pessoas que marcaram sua vida e a vida de sua irmã. É através desses textos que  conhecemos ela e sua história, detalhe por detalhe.

No começo pode parecer confuso pois não sabemos ao certo como May morreu e qual o segredo que Laurel guarda e  que aparentemente levou sua mãe a abandonar a filha e a cidade, indo morar na Califórnia.
Passando uma semana na casa de sua tia Amy, e uma semana na casa de seu pai, ela sente falta da mãe, da irmã e das aventuras que as duas tinham.

Logo nos primeiros dias na escola nova Laurel se sente atraída por Sky, um garoto misterioso e muito popular.
Ela vive se comparando com a irmã, acredita que May era perfeita e sofre por não ser tão boa em tudo como a irmã era. Estilo próprio é uma coisa que Laurel não tem, começa escutando as mesmas bandas que a irmã usava e usando suas roupas, até começar a agir do mesmo modo, personalidade é algo que ela aprende a ter no decorrer da narrativa.

-

Cartas de Amor aos Mortos me lembrou o filme As Vantagens de Ser Invisível, o qual eu gosto muito. É explicito o quanto a autora se inspirou na narrativa de Stephen Chbosky autor do livro citado acima que inspirou o filme de mesmo nome. Eu ainda não o conclui, mas assim que terminei Cartas de Amor aos Mortos eu fui atrás de começar a leitura.

Eu adorei esse livro, adorei os personagens e adorei o rumo que a autora deu á história.
As cartas que mais me identifiquei foram as escritas para Amy Winehouse, pois sou fã dela não só como cantora mas como pessoa, e a Laurel citou muitas musicas, sempre ressaltando o quando Amy sofria ao cantar algumas de suas músicas. Ela introduz as cartas contando um pouco sobre o artista a quem está escrevendo e como conheceu o trabalho de cada um.
Impossível não se encantar com Cartas de Amor aos Mortos e nos sentir próximos a sua personagem.
Laurel está vivendo o luto, e por isso é obvio que terá momentos de melancolia e depressão, além da raiva reprimida e a vontade de experimentar tudo o que a fase da adolescente tem a oferecer.

Super indico. 5 estrelas.

Se você já leu ou sente vontade de ler esse livro não esqueça de comentar aqui em baixo.
Beijos e até a próxima :D

22 comentários :

  1. Estou meio que louca pra ler esse livro, pelo que li em algumas resenhas, a carga emocional dele é bem forte..
    http://lecry.blogspot.com/2014/08/5-personagens-de-livros-favoritos.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia logo Geovanna, é uma leitura maravilhosa *-*

      Excluir
  2. Olá..
    Ainda nao li cartas de amor aos mortos e to uerendo muuuuito! Espero n me decepcionar..
    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
  3. Olá!!!
    Estou tão curiosa para ler esse livro. Muitas pessoas falam muito bem dele. Pretendo comprar em breve!!!
    Primeira passada no seu blog, gostei muito *-*
    Beijos!!

    http://our-constellations.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Apesar de ter visto esse livro muitas vezes, essa é a primeira resenha que leio dele. E já gostei muito. Primeiro porque você citou As vantagens de ser invisível que foi um livro que amei e segundo porque fiquei mega curiosa com esse segredo dela. Parabéns pela resenha! Já estou te seguindo.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil, fico muito feliz que tenha gostado da resenha. Leia sim, é um livro muito bom. Terminei de ler As vantagens... e AMEI ainda mais que esse.
      Beijos <33

      Excluir
  5. Gostei.
    Parece que o livro, além de entreter, trás informações importantes para o leitor.
    Eu, por exemplo, que curto rock, ja me interessei em saber o que o livro fala sobre Kurt e Janis.

    Obrigado pela indicação.

    Beijos.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim, o livro é muito bom.
      Tem várias cartas para o Kurt ;)
      Beeeijos <33

      Excluir
  6. Já vi esse livro em vários blogs
    E essa capa e titulo me chamam bastante atenção
    Gostei bastante da resenha
    Já estou seguindo ;)

    Beijos
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O título é o resumão da história, hahaha.
      Beijos <3

      Excluir
  7. Acho que leria o livro para conhecer, porque curti muito o enredo, mas com certeza não seria um dos meus favoritos. Já tenho uma facilidade natural para ficar depressiva, lendo um livro desses então... nem quero imaginar! rsrsrs Tentei ler As Vantagens de Ser Invisível e não consegui terminar por causa dessa atmosfera melancólica.
    Acabei de conhecer seu blog, e vi que você é Pernambucana. Meu Deus, como eu amo conhecer uma blogueira daqui, quase sempre é de São Paulo ou Rio! Parabéns pelo blog, gostei muito, seguindo e curtindo.
    Beijão,
    Scar- My Little Wonderland

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, eu também fico depressiva fácil fácil mas ADORO um livro melancólico hahaha.
      Sim sim, sou pernambucana *---*
      Fico feliz que tenha gostado xuxu <333
      Beijos

      Excluir
  8. Ai na Bienal eu queria ter comprado esse livro mas tava mto caro =(
    Preciso procurar ele na net... Gabi vc já leu a série "feios"? Se sim, gostou??
    Beijão flor seu blog é mto massa vou passar aqui sempre ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu li o pdf, o livro físico estava bem caro mesmo.
      Não li Feios mas quero ler ainda esse ano ;)
      Fico feliz <333

      Excluir
  9. Ain me parece ser um livro bem interessante.
    Não dava nada por esse título, sendo bem sincera.
    Mas a capa e sua resenha me deixaram com outra opinião sobre a história.
    Fiquei curiosa pra ler. :)
    Resenha #163 - Os Segredos de Colin Bridgerton - Familia Bridgerton - Livro 04 - Julia Quinn.
    Confere lá!
    http://manuscritodecabeceira.blogspot.com.br
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O título foi o que mais me deixou curiosa hahaha, sem sabia nada sobre a história.
      É bem interessante sim, mas nada que veio a mudar meu modo de ver o mundo, rsrsrs.
      Beijos!

      Excluir
  10. Oi Gaby!
    Vejo falarem tanto desse livro que me pergunto: Porque ainda não tenho?
    Parece ser bastante interessante e envolvente.
    Construindo Estante

    ResponderExcluir
  11. Não dei 5 estrelas pra ele, mas achei um livro bacana. De fato ele é muito parecido com As Vantagens de Ser Invisível, mas eu achei Charlie muito mais verdadeiro e cativante, e a história dele melhor contada.
    Eu senti o mesmo em relação ao Kurt Cobain, para quem ela também escreve. Acho que é mais emocionante quando você também "conhece" e se identifica com a pessoa para qual ela está escrevendo.
    E essa capa é uma gracinha, né? Eu adoro hahahaha

    http://sobrelivroseletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu li As Vantagens de Ser Invisível e AMEI ainda mais a história do Charlie que a da Laurel, me identifiquei muito mais com ele.
      A capa <33
      Beijos

      Excluir

Obrigada por comentar!