Favoritos de 2014 (em construção)

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Diário de Leitura: Lendo Clássicos #2 Doze Anos de Escravidão

Dando continuidade ao diário de leitura  eu vim contar para vocês o que achei de 12 Anos de Escravidão, lido agora em Fevereiro.

Sinopse:
"Doze anos de Escravidão" narra a história real de Solomon Northup, negro americano nascido livre que, por conta de uma proposta de emprego, abandona a segurança do Norte e acaba sendo sequestrado e vendido como escravo. Durante os doze anos que se seguiram ele foi submetido a trabalhos forçados em diversas fazendas na Louisiana.
Este relato autobiográfico, publicado depois da libertação de Northup, em 1853, logo se tornou um best-seller, e hoje é reconhecido como a melhor narrativa sobre um dos períodos mais nebulosos da história dos Estados Unidos. Verdadeiro elogio à liberdade, esta obra apresenta o olhar raro de um homem que viveu na pele os horrores da escravidão.



O que eu achei:

Como vocês devem saber eu adoro ler livros baseados em fatos; e ler um relato nu e cru de um homem livre que foi sequestrado e mantido escravo por doze anos é algo totalmente novo e maravilhoso. 
Esse livro foi escrito em 1853, logo depois da libertação de Northup. Só tento imaginar o quanto esse livro chocou as pessoas naquela época onde o preconceito reinava no mundo todo, isso é realmente difícil de imaginar. É difícil imaginar um senhor com terras e muitos escravos lendo esse livro, e o mesmo virando Best-seller ainda naqueles tempos.
É uma história real sobre força, fé, esperança e amor à liberdade. Um diário cheio de angústia, humilhações, medo e sofrimentos inenarráveis que toca o leitor de forma única, mostrando a quem quiser saber tudo o que os escravos passavam e toda a dor que sentiam. Mostrando o lado perverso de alguns homens, e o lado bom e sensato de outros. 



"Pode haver senhores humanos, como certamente há desumanos - há escravos bem vestidos, bem alimentados e felizes, assim como certamente há os esfarrapados, subnutridos e infelizes; porém, a instituição que tolera maldades e desumanidades como as que testemunhei é cruel, injusta e bárbara." 167


"Os homens podem escrever ficção retratando a vida dos de baixo como ela é, ou como ela não é - podem dissertar com a gravidade de uma coruja sobre as delícias da ignorância -, discorrer de forma desenvolta de uma confortável poltrona sobre os prazeres da vida de escravo; mas deixe-os labutar com o escravo no campo - dormir com ele na cabana -, alimentar-se com ele de cascas; deixem-nos velo ser açoitado, caçado, pisoteado, e eles voltarão com outra história para contar. Deixe-os conhecer o coração do pobre escravo - descobrir seus pensamentos secretos - pensamentos que não ousa pronunciar perto do homem branco; deixem-nos sentar com ele nas horas caladas da noite - conversar com ele em honesta confidência, sobre "a vida, a liberdade e a busca da felicidade", e eles descobrirão que noventa e nove de cada cem são inteligentes o suficiente para compreender a própria situação e para acalentar no peito o amor pela liberdade de forma tão apaixonada quanto eles." 167


Doze Anos de Escravidão é um livro-diário-memórias de qualidade inquestionável. Escrito de forma atual para os padrões da época e possui narrativa fluida e instigante. Provando o quando pode ser prazeroso ler um livro mesmo sabendo o final (até porquê, evidentemente, ele foi liberto). Mesmo tendo consciência de que ele enfim foi libertado depois de tantos anos de sofrimento, a leitura é prazerosa, rápida e curiosa. 
Não posso falar se o filme é ou não fiel ao livro pois não assisti, mas o farei em breve.

Um clássico que nunca perderá sua essência. Um tapa na cara dos racistas. Um relato precioso e importantíssimo.
Recomento muitíssimo. 

19 comentários :

  1. Eu tenho esse livro em casa, mas ainda não li. Mas realmente essa história real é chocante.
    Excelente resenha. Pretendo ler o livro em breve.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de fevereiro. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da resenha! Leia mesmo.
      Beijo

      Excluir
  2. Esse livro, por ser realista, parece ser maravilhoso.. Confesso que to com mta vontade de lê-lo e será uma das minhas próximas compras!
    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É incrível, Camylla! De arrepiar mesmo. Compre e leia pois vale muito apena.
      Beijos!

      Excluir
  3. Nossa Gabi
    Fiquei impressionada lendo sua resenha. Não sabia que era um livro tipo biografia e imagino comi foi difícil um homem que tem sua liberdade, ser sequestrado e sido mantido como escravo.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito triste não é? Eu fiquei chocada com tudo o que ele passou e acho impossível se colocar no lugar dele e dizer "ok, não foi tão ruim" ou algo do tipo pois quem conhece a história dele sabe as barbaridades e humilhações que ele foi submetido. É um livro maravilhoso.

      Beijos!!

      Excluir
  4. Amo filmes clássicos, agora os livros eu sempre empaco! Não sei o por que.
    Comecei a ler Lolita, mas parei, apesar de ser uma história legal. Não sei daria uma chance para este livro, pois sempre abandono os clássicos, mas posso tentar.
    Beijos,
    Gabrielle G. - Blog ABCD dos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não costumo assistir muitos filmes clássicos :/ Mas ler eu estou adorando.
      Lolita não é um livro que me interesse muito, acho que eu também iria empacar nele.
      Dê sim uma chance a esse livro, é muito bom.

      Beijos!

      Excluir
  5. Oi Gabrielly!
    Morro de curiosidade de ler esse livro. Assim como vc, adoro histórias baseadas em fatos reais e esse é um relato incrível, carregado de emoções fortes. Quero assistir ao filme também, mas só depois que ler o livro.
    Eu gosto muito de clássicos e achei bem bacana sua coluna. Espero que continue a ler mais e mais, tem vários clássicos que valem muito a pena e sei que vai gostar bastante!
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Emoções fortes é o que não falta nesse relato. É um ótimo livro.
      Ainda não assisti ao filme e espero gostar.
      Pretendo ler vários ainda esse ano.
      Beijos!

      Excluir
  6. Ei Gabi, já faz um tempo que estou curiosa para ler esse livro. Não é toda história que é baseada em fatos reais que eu curto, mas essa parece ser bem interessante. Tento imaginar como deve ser passar tantos anos escravos... Sei que vai ser um livro emocionante para mim. Pretendo ver o filme também, mas antes vou ver se consigo ler o livro. Beijos
    Gabi, www.reinodaloucura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro livros baseados em fatos, amo mesmo, pra mim são sempre as melhores pois consigo sentir e me emocionar ainda mais. Ainda não assisti ao filme e nem sei quando irei fazer isso, hahaha.
      Leia sim, beijos!

      Excluir
  7. Já ouvi falar muito desse livro, mas não sabia sobre o que se tratava.
    Gostei bastante da premissa, a historia me pareceu i teressante.
    Porem, eu me contentaria apenas com resumos e resenhas.
    Não gosto muito de ler esse tipo de coisa. Torturas, sofrimento...
    Isso me agonia muito, quando leio esse tipo de coisa, fico surtada. Porque sei que aconteceu com alguem e porque pode estar acontecendo agora.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma história realmente cheia de sofrimentos... mas vale apena ler sim. Eu estou bem acostumada com esse tipo de história, mas nenhum que li foi tão real, não me deixou muito deprimida e sim bem pensativa.
      Beijo!

      Excluir
  8. Olá =)

    Adorei o seu projeto de ler mais clássicos, preciso, mas cadê a paciência? Pois é. Gosto de conhecer os livros onde os filmes são baseados, mas não é um livro que eu tenha vontade de ler. Esse tipo de livro me afeta muito, então procuro evitar. Porque apesar do livro ser antigo, acontece coisas semelhantes até hoje. Fico indignada.

    Beijos, Rob
    http://estantedarob.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse projeto veio justamente para me ajudar com isso pois eu também tenho certa dificuldade para ler clássicos. É uma história forte, mas linda.
      Beijos!

      Excluir
  9. Olá :D

    Eu tenho esse livro aqui em casa :D
    Peguei ele, sentei, e comecei a ler, mas não terminei.
    Acho que estava com muita coisa na faculdade! E a leitura, não sou muito acostumada com clássicos, é um pouco mais complicada. Daí tenho que dar mais atenção.
    Eu não sabia que ele tinha sido um best seller naquela época :o deve ter chocado todo mundo mesmo!
    Adorei sua resenha.
    Bjs
    www.horadaleitur.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Tenho muita vontade de ler esse livro.
    Ainda vou comprá-lo! :D

    Beijos!

    www.oblogdasan.com

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bom?
    Tenho muita vontade de conhecer essa história real pela superação e os ensinamentos que ele passa ao leitor. É uma história triste, mas que merece e precisa ser lembrada. Quero ler o livro e assistir ao filme.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!