Favoritos de 2014 (em construção)

domingo, 26 de abril de 2015

O Dia Seguinte - Rhidian Brook

O dia seguinte - Hamburgo, 1946. Milhares de pessoas vagam, sem abrigo, pela região denominada Zona de Ocupação Britânica. Encarregado de supervisionar a reconstrução da cidade arruinada e de comandar a desnazificação do povo derrotado, o coronel Lewis Morgan requisita uma casa junto ao rio Elba, onde deverá viver com sua esposa enlutada pela morte do primogênito e o filho mais novo do casal, dos quais esteve distante mais de um ano.

Ao contrário do que se espera, porém, o oficial inglês não força os antigos proprietários alemães, um viúvo e sua filha, a abandonarem a casa: insiste em que as duas famílias dividam o mesmo espaço. Assim, nesse ambiente carregado de conflitos e tensões, personagens controversos cujas vidas emocionais são influenciadas pela política e pela história se revelam e tornam a possibilidade de uma reconciliação extremamente real. (Skoob).

-

O Dia Seguinte tem como cenário a Alemanha  recém-derrotada e agora ocupada pelos britânicos.
 Enquanto outros soldados tratam os alemães como se fossem monstros, o coronel Lewis os trata com igualdade e faz de tudo para ter uma boa convivência com eles. Nem todos os alemães foram seguidores do Führer e ele tenta provar isso. 
Acaba então permitindo que os inquilinos da mansão requisitada para ele continuem morando ali, junto dele e de sua família, que não vê a dezessete meses, desde o enterro de seu filho mais velho que morreu durante um ataque aéreo alemão. Agora ele precisa estreitar os laços com sua mulher e seu filho Edmund

Rachel ainda sofre com a perda de seu filho mais velho e não pode sequer imaginar ter que conviver com aquela gente. Assim como os colegas de Lewis não entende a generosidade do seu marido. 

Lubert e Frieda, pai e filha, tiveram sua permanência na mansão concedida e enquanto ele não pode acreditar em tamanha sorte sua filha demonstra toda sua hostilidade aos novos moradores. 

Nesse ambiente cheio de confrontos, tensão e carregado de emoções acompanhamos a difícil convivência de duas famílias abaladas pelos ataques de ambos os lados. Rachel perdeu um filho, Lubert perdeu sua mulher. 

-

"Nem sempre é possível julgar um livro pela capa, Ed. Algumas vezes... o mal dentro de alguém... está enterrado bem fundo."  (Página 168)

A narrativa em terceira pessoa é dividida em diversos pontos de vista o que é maravilhoso já que temos personagens secundários incríveis e podemos acompanhar o que lhes acontece. Se em um momento pai e filha estão discutindo sobre a permanência em casa e aceitar ou não uma oferta de paz; em outro uma criança pede esmolas, sem ter o que comer e onde dormir. 

Os personagens foram bem construídos e os diálogos também. As descrições de ambiente, comportamento e fisionomia foram incrivelmente belas e poéticas, conseguindo nos fazer imaginar cada cena em nossa cabeça. 

"_A Fera está aqui. Eu vi. Berti viu. Dietmar viu. Com seu pelo negro como o casaco requintado  de uma dama. E aqueles dentes como teclas de piano. Precisamos matá-la. Se não fizermos isso, quem fará? Os ingleses? Os ianques? Os russos? Os franceses? Nenhum deles o fará, porque estão ocupados demais procurando outras coisas. Eles querem isso e aquilo. São como cachorros brigando por um osso sem carne. Temos de agir por conta própria. Pegar a Fera antes que ela nos pegue. Então tudo será melhor. (Página 11)


A carga dramática não foi tão grande como eu imaginava e em algumas partes eu sentia que o autor já não sabia o que fazer com os personagens e algumas passagens foram desnecessárias. Ainda assim a escrita de Rhidian Brook é muito boa e a história é linda. 

O final não foi como eu esperava e cheguei a achar que estavam faltando páginas em meu exemplar mas é aceitável já que ele nos dá folha branca para imaginarmos nosso próprio desfecho para o livro. 

Recomendo fortemente para quem gosta de romances que se passam na Alemanha e em cenários pós-guerra

34 comentários :

  1. Adorei a ideia do livro. Gosto muito dessa temática, mesmo achando meio pesado para mim, porque me sensibilizo demais. Não conhecia esse livro e já está na lista para ler. Gostei da resenha :)

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou. É um ótimo livro, creio que irá gostar :D
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi, flor!
    Adorei conhecer esse livro. Nada sabia sobre ele, mas me pareceu bem interessante. Pena que não carrega a dramaticidade que poderia e que o autor parece ter perdido um pouco o senso para onde estava indo com sua história (rs). Apesar disso, anotei a dica de leitura. Se gostou desse livro, sugiro a leitura de Anel de Noivado, da Danielle Stell.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É super interessante mesmo, Francine.
      Eu realmente esperei uma carga dramática maior :/ Adoro um drama!
      Anotei a dica! :D

      Beijos

      Excluir
  3. Oii!
    Nunca li nenhum romance nesse cenário, e confesso que fiquei bem curiosa para ler. Adoro narrativas em terceira pessoa, pois fazem o leitor tem uma visão ampla de acontecimentos e personagens, e não ficamos presos a um só.
    Não conhecia o livro, e já vai para os desejados!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois leia sim, é uma boa escolha. Também gosto muito de narrativas em 3º pessoa, mas confesso que prefiro em primeira, acho que assim consigo simpatizar mais com os personagens.
      Beijos!

      Excluir
  4. Oie! Tudo bem?!

    Nunca tinha ouvi falar na obra e também nunca li nada ambientado nesse cenário. Mas aí estão duas coisas que gosto: romance e cenário pós-guerra. Acho que vou dar uma chance ao livro e lê-lo por recomendação sua. Acredito que esse tipo de leitura enriquece a alma!

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Juliana, tudo e com você?
      Também adoro romances ambientados em cenário de guerra e pós-guerra, são sempre emocionantes e revigorantes.
      Obrigada pela confiança, espero que goste do livro! <3

      Excluir
  5. Oii Gabrielly,
    Primeira vez q vejo resenha do livro, gosto muito d livros q tem este cenário na Alemanha sabe, ceário do holocausto, pós holocausto, mas n sei se se leria este, autores que faze muitas voltas onde n precisa no livro acaba m cansando e atrasando minhas leituras!
    Bjos!
    Aline Praça
    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, tudo bem?
      Então, apesar do autor dar umas voltas no enredo é um romance lindo demais. Se gosta do cenário pós guerra é legal dar uma chance :)

      Beijos!

      Excluir
  6. Livros dessa temática sempre tem uma carga emocional muito maior do que livros de romances ou outros gêneros, e é isso que me atrai tanto nesse tipo de leitura. É um livro que com certeza eu vou colocar na minha estante, provavelmente não agora, mas quero muito ler.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adoro livros com um emocional mais carregado, dramas mesmo.
      Espero que aprecie a leitura, Débora :D

      Excluir
  7. Olá!
    Me interessei bastante pelo livro, gosto quando uma história nos apresenta algum drama baseado em um fato histórico. Pena que não envolve tanta dramaticidade, mas achei a premissa bem interessante.
    Quero ler!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Aline.
      Leia mesmo! Apesar de não ter TANTA dramaticidade como esperei que tivesse continua sendo uma história linda e digna. Espero que goste :)

      Beijos

      Excluir
  8. Oi Gabi, tudo bom?

    Livros com uma temática assim me deixam bem deprimida depois da leitura, por isso os evito. Mas gosto de lê-los de vez em quando para fugir da rotina, rs. Gostei da sua resenha, ainda não conhecia o livro, mas achei bem interessante a premissa dele. Espero lê-lo um dia.

    Beijos
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Roberta!
      Eu adoro livros mais "fortes" com cenários mais difíceis, o que posso fazer? Amo um drama! hahaha
      Espero que goste :)

      Beijos

      Excluir
  9. Nunca tinha ouvido falar no livro nem o autor.
    Amo histórias com cenário de guerra ou cenários pós-guerra, estou fugindo de livros com carga emocional... ainda me recuperando de algumas leituras... não leria por agora, mas vou anotar o título par anão esquecer.
    O que você disse sobre o final aberto é um pouco chato mesmo assim estou disposta a dar uma chance para o livro no futuro.

    Abraços
    Coração Leitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de pegar no livro eu sabia bem pouco sobre ele, Jessica. Mas ainda bem que comprei e li pois gostei muito.
      Estou lendo muitos dramas ultimamente, acho que está na hora de ler outras coias hahah.

      Beijos!

      Excluir
  10. Olá Gabrielly, tudo bem?

    Fiquei interessada na narrativa do livro, mas gostaria de ver mais informações sobre ele, como editora e número de páginas. Depois me passa que eu vou comprar nas férias!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Pamela.
      A editora é a Intrínseca e são 272 páginas. Obrigada por perguntar. As vezes, nas resenhas de alguns livros, eu não coloco o número de páginas nem a editora e sim coloco o link do skoob. Desculpe por isso, nas próximas coloco essas informações.
      Beijos <3

      Excluir
  11. Olá. Fiquei muito feliz por ler esta resenha. Infelizmente não sabia da existência dessa obra, mas sempre fico extasiada quando vejo obras e resenhas sobre este tipo de leitura. Como sou apaixonada por essas leituras, com certeza fiquei muito curiosa para ler, até porque parece ser muito tocante e emocionante.
    Espero ler em breve e urgentemente.
    Beijos e muito sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah que bom que gostou da resenha!! Fico feliz.
      Leia mesmo, espero que goste. Depois me conta o que achou do livro e se foi tudo que esperava :D
      Beijos <3

      Excluir
  12. Olá.
    Essa tema não é um dos meus favoritos mais adoro ler as resenhas sobre
    Um livro que se passa numa época diferente tem muito a ensinar.
    Como deve ser naquela época perder um filho e uma esposa, deve ser muito angustiante esse livro.
    Que pena que alguma passagens o autor não saber o que fazer com o personagem. Quando pego um livro assim dá uma vontade de abandonar rsrs.
    Adorei sua resenha!

    http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Ana, o autor meio que se arrastou na história... Ainda assim é um livro lindo que vale a pena ser lido.
      Fico feliz que tenha gostado!
      :D

      Excluir
  13. Poxa. pelo nome eu achei que ia ser romance, mas só de ter lido a resenha percebi que é um daqueles livros lindos que mexe com as pessoas. Gostei da ideia do leitor imaginar o final, isso dá a oportunidade para o leitor entrar mais ainda no universo do livro e ter a chance de ser um escritor por um tempo né? kkk
    bjs bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa e o título remetem a um romance né? haha tbm acho!
      Sim, é daqueles livros lindos que nos fazem pensar na vida e em nossas próprias atitudes com os outros.

      Beijos

      Excluir
  14. Olá. Gostei da ideia do livro, e sua resenha está muito bem elaborada, nos dando uma visão do que o livro promete. Mas acho que não o leria, pois sou muito chorona com enredos desse tipo. Já tive a oportunidade de ler alguns livros que envolviam famílias e acredito que não faz muito meu gênero.

    Beijinhos,

    Glaucia Matos

    Leitora It - www.leitorait.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Glaucia! Fico feliz :D
      Já eu gosto de livros que me deixam chorosa, rsrsrs.

      Beijos!

      Excluir
  15. Olá! O enredo do livro me pareceu interessante. Fiquei curiosa para ler e tirar minhas conclusões. Gosto de temáticas assim. Não sei o que dizer sobre suas opiniões a respeito do livro, pois ainda não o li. Mas ficou legal a resenha. Um abraço!

    ResponderExcluir
  16. Olá tudo bem?
    Apesar do livro não fazer parte de um gênero que eu não gosto muito e de ter uma história não tão atrativa pra mim o cenário que ela se passa me chamou muita atenção, por hora eu não o leria, mas não descarto a oportunidade, gostei bastante da resenha.
    Abraços, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá.
    Adorei a premissa do livro, parece ser maravilhoso, gostei do fato de se passar na Alemanha pós guerra e estou ansiosa para lê-lo.
    Adorei a resenha ja corri para colocar este livro na minha lista de desejados e espero gostar muito da leitura.

    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Ah, que capa linda
    esse é o tipo de livro que eu certamente leria,
    Essa história parece ser fascinante, principalmente por se passar em um lugar tão diferente!

    http://ocasulodasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Ola!
    Pretendo ler este livro. Gostei da sua opiniao.
    Beijinhos desde Espanha e boas leituras. :)
    http://abracalibro.blogspot.com.es

    ResponderExcluir
  20. Oieee, tudo bem? Já estou seguindo o blog, ainda não conhecia este livro, o mesmo não faz muito o meu estilo, a capa é bem simples e não chamou a minha atenção, mesmo assim valeu pela dica de leitura, Abraços.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!