Favoritos de 2014 (em construção)

sábado, 11 de abril de 2015

Uma Canção para a Libélula - Juliana Daglio

Uma Canção para a Libélula
"Tema difícil e personagens marcantes em uma narrativa poética e inteligente."

SinopseUma Canção para a Libélula - Era uma comum primavera numa fazenda qualquer, mas um encontro inusitado aconteceu: a Menina e a Libélula se viram pela primeira vez. Assombrada por um medo irracional da Morte, a Menina é marcada por esse encontro para o resto de sua vida. Compõe então uma canção em seu piano, homenageando a misteriosa libélula.Os anos se passaram, Vanessa vivia em Londres e tinha a vida cercada por seu iminente sucesso como pianista, porém, algo aconteceu, mudando seu destino: Uma doença, uma viagem e um reencontro. Vanessa precisará encarar fantasmas que sequer lembrava um dia terem assombrado sua vida, tendo de relembrar a morte do irmão e reviver seu conflito com a mãe. E mais importante e mortal, conhecer a grande antagonista de sua vida, a quem chama de Vilã Cinzenta.



"A Libélula ficou ainda mais atraída pelo som vindo da menina e se aproximou. As duas ficaram se olhando por um tempo, sem censura, apenas presas entre si como os seres celestiais se prendem às preces dos mortais." 


Vanessa é uma jovem e famosa pianista, ela ama o que faz e encontra nesse instrumento uma razão para viver, um alívio para sua alma marcada pelas dores do passado e uma certeza para o futuro. 
Foi viver em Londres ainda quando criança e, morando com sua tia, nem cogita a ideia de voltar ao Brasil. Não aguentaria as lembranças que viriam assim que pisasse em sua casa; não aguentaria ter que olhar para Valéria, sua "mãe", a razão pela qual Vanessa teve que ir embora, a pessoa que destruiu sua vida. 
Em Londres ela pode contar com pessoas maravilhosas, sua tia e sua prima, sua família. Mas  ainda assim está longe de ser a vida perfeita. Os pesadelos..., a angústia, a ferida em seu coração, as lembranças, a culpa... Além das apresentações sem fim e da pressão que sente para continuar sendo a pianista perfeita. Tocar para ela não é um problema. Problema é ter que lidar com os elogios vazios, com a exposição que sofre, com o sentimento de não pertencer aquele mundo. Ela só deseja tocar em paz. 

Mas parece que Paz é algo que ela não vai ter. Depois de receber uma ligação de seu pai que está doente, Vanessa se sente dividida entre a vontade de ver o pai antes que seja tarde e o temor por tudo o que pode lhe ocorrer estando no centro de sua dor e perto daquela que lhe fez tão mal. 
A vontade de ver o pai fala mais auto e apesar de sua tia implorar para que não vá ela decide enfrentar seus medos, afinal ela era só uma criança quando tudo aconteceu, agora é adulta e pode se defender. 

Mas ela não poderia imaginar o que sua volta iria lhe causar. Agora, mergulhada em um mar de dor, incertezas e culpa, ela precisa reunir todas as suas forças para não sucumbir à depressão, que se aproxima sem dó nem piedade. 
Será que Vanessa será forte o suficiente? Será que receberá a ajuda que precisa? Ou será que a Vilã Cinzenta, antagonista de sua vida, levará a melhor nessa história?


Uma Canção para a Libélula trás ao leitor uma protagonista difícil, que nos narra uma história densa, triste, mas maravilhosamente coerente e, infelizmente, a realidade de muitas pessoas. 
O mais triste é quando começamos a nos identificar com a tristeza dela. 
Afinal, quem nunca teve que lidar com uma dor profunda? Com a vontade de sumir e a sensação de estar vivendo apenas por viver, não encontrando razão para nada? Bem, eu sim, e foi realmente difícil não me ver um pouquinho que seja na Vanessa e entender, pelo menos um pouco, seus pensamentos, seus anseios e seus atos. 
O livro é um Sick-lit e como todos os livros do gênero trás um personagem doente. A doença abordada nesse livro é a Depressão. Doença essa que muitas pessoas não dão a devida atenção e apoio e tratam como algo banal. 
Juliana Daglio fala desse assunto como nenhum autor que li se arriscou até agora. A leitura é densa, sim, mas é tão inteligente, interessante e diferente que é fácil ser tragado para dentro do mundo e da cabeça da protagonista. Depois dessa leitura incrível é impossível olhar a doença com os mesmos olhos. 

A autora mantém um mistério até o final, e assim faz com que o leitor sinta sede de respostas e com isso acabou deixando a leitura mais fácil ainda. É difícil ler devagar quando queremos descobrir o segredo da protagonista, o que aconteceu com ela para que sua vida desmoronasse e seu sorriso fosse apagado. 
É um tema pesado, sem dúvidas, mas que foi tratado com uma linguagem fácil e narrativa bem poética por alguém que entende do assunto. A Juliana é psicóloga. 

Os personagens foram bem construídos, mas só temos a visão da Vanessa e senti falta de saber mais sobre outros personagens bem interessantes que aparecem poucas vezes, mas fazem bastante diferença na narrativa. 
O final foi de cortar o coração, não foi um final que eu esperava e fiquei dividida entre não gostar do que aconteceu e amar a autora por ser tão corajosa e fazer algo diferente e inesperado. Fiquei com a segunda opção.
Mas não para por aqui, o livro tem continuação. Uma Canção para a Libélula parte 2 está nas fases finais para impressão e logo logo poderei continuar apreciando essa historia fantástica.

Juliana, com toda sua inteligência e criatividade, entrou para meu top 5 de escritores nacionais favoritos. Me fez derramar lágrimas logo nas primeiras páginas e, no final, me emocionou ainda mais. 
Definitivamente indico esse livro para todos, acredito que agradará a maioria dos leitores!

Ah, logo mais trarei um post só com os quotes que marquei no e-book, foram muitos! :D

Onde comprar:
No blog da autora tem todas as informações sobre como comprar o livro físico. Clique aqui e confira.

12 comentários :

  1. Gaby!!
    Eu amei demais!!
    Fiquei com os olhos embaçados aqui. Saber que o livro foi lido com tanta emoção e carinho, e agora resenhado com esse amor, me faz tãaao feliz!
    Só tenho a agradecer por isso. Sua linda!

    Beijuuuuuuuuuus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AHHHH que linda! Fico feliz que tenha gostado, mesmo, isso é muito importante!
      Você e seu livro merece todo carinho!

      Beijooos <3

      Excluir
  2. Oiiiiêê
    Nossa, meu pensamento desse livro é totalmente o contrario do que eu imaginava kkkkk
    eu amei a capa desse livro mas fiquei com um pé atras mas parece que já passou o medo
    Rsrsrs, espero poder le-lo

    Passa Lá No Meu Blog: http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      hahaha, o que você pensou que fosse?
      É uma história muito linda, vale a pena ler :D

      Bjs!

      Excluir
  3. Oi Gaby!
    Pela sua resenha dá pra ver que esse livro é super sensível e comovente, e apesar de ser triste - o tipo de leitura que não gosto muito -, fiquei interessada pela escrita poética da autora.
    Além disso, a capa dele é maravilhosa!

    http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/
    Mais Uma Página

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, Michelly! Tudo bem?
      Então, é um livro bem triste sim, um belo drama, mas é ótimo e super bem escrito. Acredito que irá gostar :D
      Beijos

      Excluir
  4. Oi Gaby! Tudo bem?

    Antes eu até tinha interesse em ler esse livro, mais pela capa, ja que nunca tinha lido a sinopse, adorei sua resenha! Mas não sei se leria, a história não me chama muita atenção, sabe?

    Tá, confesso que como você elogiou a escrita da autora, fiquei um pouco balançado, mas foi só isso, haha.

    Bjs!

    http://nemteconto.org
    TEM POST NOVO SOBRE SÉRIES! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey!
      Fico feliz que tenha gostado da resenha! A capa é linda sim, mas o livro é maravilhoso.
      A escrita dela é muuito boa!
      Espero que leia e goste.
      Bjs!

      Excluir
  5. Infelizmente não é o meu gênero favorito. Acho que é por isso que eu achei a resenha um pouco confusa.

    Vi que você gostou bastante do livro. Hoje em dia é difícil encontrarmos um livro que nos atraia tanto, né?! *-*

    www.malfeitofeito.com

    ResponderExcluir
  6. Olá :) Amei!! <3 Resenha perfeita! :D a melhor que li sobre esse livro. ^^ ;D
    Já faz muito tempo que desejo ler esse livro, entretanto, não tive oportunidade, o assunto é muito chamativo, :o não gosto de coisas relacionadas a depre, mas, acredito que foi muito bem abordado e desenvolvido nessa história, :) é um livro com um ar poético e melancólico. Lógico que a sua resenha fez eu ficar mais interessada. ;) Beijo! *-*
    Blog: http://my-stories-wonderful-books.blogspot.com.br/
    Página: https://www.facebook.com/BlogWonderfulBooks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AHhhh fico TÃO feliz que tenha gostado da resenha! Tentei ser o mais fiel possível ao estilo e à profundidade que o livro possui.
      <3

      Beeeijos

      Excluir

Obrigada por comentar!