Favoritos de 2014 (em construção)

domingo, 14 de junho de 2015

Nada - Janne Teller

Nada
“Nada importa.” “Você começa a morrer no instante em que nasce.” 

Pierre Anthon está no sétimo ano e tem a certeza de que nada na vida tem importância. Por isso, ele decide abandonar a sala de aula e passar os dias nos galhos de uma ameixeira, tentando convencer seus companheiros de classe a pensar do mesmo modo. Agora, diante da recusa do menino de descer da árvore, seus colegas farão uma pilha de objetos que significam muito para cada um deles, e com isso esperam persuadi-lo de que está errado.
A pilha começa com uma coleção de livros, uma vara de pescar, um hamster de estimação... Contudo, com o passar do tempo, os participantes se desafiam a abrir mão de coisas ainda mais especiais. A pilha de significados logo se transforma em algo macabro e doentio, que coloca em xeque a fé e a inocência da juventude.
Após grande aclamação da crítica e inúmeros prêmios, Nada é considerado um clássico moderno, tendo vendido cerca de 240 mil exemplares na Alemanha e com direitos de tradução para 22 países. Printz Honor de 2011.



***



Seria um dia normal, mais um dia entediante de aulas e professores chatos, seria, se não fosse por Pierre Anthon que resolveu que nada na vida tinha importância e que as pessoas viviam apenas para morrer. Sentado no galho de uma grande ameixeira ele passa todo o  tempo ali, gritando, xingando e tentando fazer com que seus colegas percebam que não vale a pena ir para escola, aprender matérias que não irão precisar na vida adulta, na profissão que seguirem. 

Os colegas de Pierre tentam enfrentar a situação e desmentir aquelas palavras que de alguma forma tocaram eles de uma forma nova, esquisita e empolgante. Quando os gritos devolvidos não funcionam eles pensam em formas de mostrar ao garoto que muitas coisas possuem sim significado e que nada é em vão. Resolvem então formar uma pilha de significados. Cada um terá que entregar algo que signifique muito para eles, parece inocente, mas isso tomará um rumo bizarro. 


Começam entregando coisas pequenas e substituíveis: livros, diários, um par de sapatos, uma bicicleta, uma vara de pescar... Mas logo eles resolvem que aquelas coisas não tem tanto significado assim e começam a querer mais e mais um dos outros. Um garoto que pediu a bicicleta ao outro tem que entregar algo ainda maior e assim por diante. Logo começam a entregar outras coisas: um hamster, um certificado de adoção, um caixão que pegam no cemitério e outras coisas bizarras que vocês não fazem ideia. 


Conforme a pilha vai crescendo essas crianças vão encontrando o ponto fraco uns dos outros e se vingando por terem precisado entregar tal coisa, e ainda precisam lidar com a guerra interna que estão passando por conta das palavras não tão mentirosas de Pierre. 


" Mesmo que aprendam algo e que pensem que são bons, sempre haverá alguém melhor que vocês. [...] A voz de Pierre Anthon soava amistosa, quase compassiva.


 _ Você será uma estilista e andará por aí em sapatos altos e bancará a esperta e fará com que os outros também se achem espertos, desde que vistam sua marca. - Ele acenou com a cabeça em sinal de reprovação. _ Mas você vai perceber que é um palhaço em um circo inútil, onde todos tentam convencer uns aos outros de que é fundamental vestir-se de um jeito esse ano e de outro jeito no ano seguinte. E então descobrirá que a fama e o grande mundo estão fora de você e que você está vazia por dentro e que, aconteça o que acontecer, isso nunca vai mudar." 


Eu começo confessando que  esperava mais desse livro. Desde seu lançamento eu estava me roendo de curiosidade com o livro. Primeiro pela premissa: "significados" chamam muito minha atenção e já me perguntei, mais vezes que o necessário, o porquê dessa supervalorização, se as coisas não vão ficar do mesmo jeito para sempre e nada continua significando o que significa agora. Segundo por existirem crianças nessa narrativa com um assunto tão delicado sendo tratado.  


A proposta da autora é realmente maravilhosa, nos faz pensar bastante. Mas no final eu esperava algo mais profundo e não foi isso que encontrei. Apenas crianças enlouquecendo e atingindo umas às outras para ir atrás de um significado que nem a autora consegue encontrar. Algumas partes são de embrulhar o estômago. Eu não me incomodo com isso, mas tem leitores que se incomodam, então é melhor estar preparado. 


O livro é narrado em primeira pessoa e isso me incomodou um pouco já que toda uma turma de crianças estava envolvida e só conseguia entender realmente uma, Agnes, 13 anos, que não se mantem alheia, participa e muito, mas que não conseguiu me convencer como protagonista ali. 


O livro não é ruim, se fosse não teria ganhado tantos prêmios e não seria considerado um clássico moderno, mas não foi o que eu esperava e detesto esperar por uma leitura e no fim me decepcionar, quem gosta? 




"- Se viverem até 80 anos, terão dormido durante 30 anos, ido a escola e feito deveres de casa por 4 anos e trabalhado quase 14 anos.
Como já se passaram mais de 6 anos sendo crianças e brincando, e ainda passarão no mínimo 12 anos limpando, fazendo comida e cuidando dos filhos, sobrarão no máximo 9 anos para viver."



Com certeza lerei outras coisas da autora, se tiver a oportunidade. Dei 3 estrelas para Nada e  indico, se gostarem do gênero e da proposta. Não se enganem pela capa, não tem nada a ver com o livro. 


23 comentários :

  1. Oi Gaby..
    Poxa, já estava meio que animada pelo livro só pela capa, mas lendo sua resenha, percebi que não é meu tipo de livro e que eu não iria gostar muito da leitura. Ainda bem que existem resenhas sinceras como a sua por ai, pra gente cair na real e não ficar se enganando!!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa realmente chama atenção, mas não faz jus ao livro em si, parece mais uma capa de romance adolescente e isso passa longe do tema abordado. Olha, eu me decepcionei pois estava esperando MUITO essa leitura, mas gosto é gosto e pode ser você aprecie bem mais a leitura! :D
      Beijos!!

      Excluir
  2. Olá!
    EU QUERO MUITO LER ESSE LIVRO, desde que vi uma resenha sobre ele na ocasião do lançamento. Achei de uma profundidade enorme e, tal como você falou, merece créditos pelo tema que a autora aborda. Mas confesso que me decepcionei por saber que você se decepcionou (rs). Espero não me sentir assim quando chegar minha vez de ler Nada.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim Francine! Espero que goste do livro! :D
      Pois é... esperei muito dele, preciso parar de esperar demais.
      Beijos

      Excluir
  3. Olá, pela capa eu diria que é um romance adolescente, mas depois de ler sua resenha percebi que não é bem isso e fique mais interessada, mesmo você não tendo gostado do final espero poder lê-lo e quem sabe eu não acabe gostando mais dele =)

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa realmente não condiz com o livro em si :/ Leia mesmo e depois me conte o que achou! :D
      Beijos

      Excluir
  4. Li sua resenha assim:

    Primeiro, eu não conhecia esse livro ainda, então pela capa julguei ser um romance adolescente. Não costumo gostar de romances adolescentes e, inicialmente, não tive vontade de ler o livro.
    Depois, a sinopse. Ela fez eu me interessar bem mais pela obra. Fez parecer um livro filosófico, daqueles que lançam mão de parábolas para transmitir um ensinamento mais profundo...
    E então, a descrição do seu desapontamento com o enredo e o final, hahaha. Minha vontade de ler o livro despencou.
    Talvez eu ainda dê uma chance pro livro - afinal, a proposta é interessante e diferente -, mas não por enquanto. Hahah
    Parabéns pela resenha.

    http://discodivinil.blogspot.com.br/

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehe, acho que todos que ainda não leram a sinopse acham que se trata de um YA, e por isso não se interessam muito.
      A premissa é realmente maravilhosa e o enredo é delicado, mas um pouco sinistro por se tratarem de crianças com notáveis distúrbios psicológicos.
      Dê sim uma chance, eu não gostar não quer dizer que o livro seja ruim ;)
      Obrigaada <3

      Excluir
  5. a princípio achei se tratar de um romance, só com tua resenha é que fui saber do que a história tratava. Achei bem interessante mas uma pena que o final não te agradou...
    Bem, eu leria ainda assim, pois fiquei curiosa a respeito...

    ResponderExcluir
  6. Eu ia ler só por ter achado a capa fofa :O
    É chato mesmo quando a gente cria expectativas em cima dos livros e eles não conseguem atingi-las :(

    A premissa do livro não me surpreendeu e não despertou a minha curiosidade, infelizmente.

    bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi Gaby, tudo bem?
    Nossa, vendo a capa não imaginaria do que se tratava.
    Não gostei da premissa do livro e principalmente do fato de não ter mostrado realmente o significado de tudo.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Realmente, a capa parece nada a ver com o que é tratado no livro.
    A premissa do livro não me chamou a atenção, então confesso que não pretendo lê-lo.
    Adorei sua resenha e é uma pena o livro não ter alcançado suas expectativas.
    Beijos!

    www.livrosdajess.com

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    É ruim quando um livro não supre as expectativas, né? Eu estou até mesmo me desapegando dos que me decepcionaram um pouco, porque sei que nunca mais vou ler e está ocupando espaço de outro livro que pode ser bem melhor. Pela sua resenha, o livro não faz meu estilo e dificilmente, eu leria.

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
  10. Amiga pelo desenvolvimento da sua resenha eu gostei bastante da proposta do livro, mas
    sinceramente eu fiquei meia assim depois que tu disse que o fim te decepcionou. Isso é realmente péssimo quando estamos com muita expectativa em um livro. Mas mesmo assim é sempre bom conhecer antes de julgar. Até porque, como você mesma disse, o livro ganhou vários prêmios e mesmo assim ele foi considerado muito bom né? Então acho que 'depende do ponto de vista de cada um mesmo =]

    Enfim...Mas gostei da sua sinceridade. PARABÉNS

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/06/resenha-ruina-e-ascensao.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga depois passa para conferir minha resenha xD

      http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/06/resenha-spirit-animals-lacos-de-sangue.html

      Excluir
  11. Oie! Tudo bem?

    Realmente... Começamos a morrer no momento em que nascemos. Eu sei bem como é ser enganada pela capa de um livro! Que falta você me faz do Harlan Coben fez o mesmo comigo. Confesso que eu estou em dúvida quanto a leitura de Nada...

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
  12. Oi, Gabrielly!
    Ao me deparar com a capa e ler a sinopse, fiquei encantada.
    Mas aí, lendo sua resenha, fui vendo que o livro Nada, não era "nada"(que trocadilho, hein?) daquilo que eu esperava.
    E vejo que você também se decepcionou. Que pena! Pois realmente, não é nada legal quando colocamos muitas expectativas numa obra aplaudida pela crítica, mas quando lemos....

    Beijos!
    http://fabi-expressoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá tudo bem??
    É tão ruim quando nos decepcionamos com um livro... quando esperamos muito pela história... infelizmente o livro não me chamou atenção pela leitura... o enredo achei fraco... nome convenceu muito... de qualquer forma serviu para conhecimento. Xero!

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?

    Acabei de ler um livro que me decepcionou e muito e isso é ruim demais, te entendo.

    A capa e sinopse do livro é bem instigante, e ai lendo a sua resenha e vendo você dizer que tem muitos personagens que não são bem explorados e que se embolam na hora da narrativa eu eu desanimei, o livro que acabei de ler foi bem assim, muitos personagens legais que no final a autora não deu o devido destaque para cada um.

    Deixarei passar a dica dessa vez e parabéns pela sua resenha e por sua sinceridade.

    bjs

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Adorei ler sua resenha, estava quase comprando esse livro e percebi que ele não faz meu estilo. Você resenhou super bem
    Beijos, Tabatha
    http://aproveiteolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. OIee.
    sabe que me sinto malo quando me deparo com um livro que acho que vou amar e acaba nem curtindo tanto assim? Sei lá, parece que alguma coisa saiu errado no meio do caminho.
    Confesso pra ti que mesmo lendo tua resenha, ele não me impressiou


    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  17. Oie, tudo bom?
    É uma pena quando a leitura não consegue atingir o nível que esperamos dela. Eu já vi alguns comentários sobre esse livro, mas nunca me interessei muito. Acredito que tenha faltado algo na narrativa para me impactar.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi, flor!
    A capa realmente não é atrativa e depois de ler sua resenha vejo que ele não é um livro que prende o leitor, eu ultimamente tenho acertado nas minhas leituras, geralmente duro no máximo dois dias para concluir. Acredito que esse seria aquele livro para ler entre uma leitura e outra.

    Mas curti muito sua resenha!
    Obrigada pela dica!
    Beijocas da Deebs!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!