Favoritos de 2014 (em construção)

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Mentiras que Confortam - Randy Susan Meyers

Autor(a): Randy Susan Meyers
GêneroDrama
Nro Páginas: 368
ISBN9788581637068

Sinopse:  
Mentiras que Confortam - Cinco anos atrás...
Tia apaixonou-se obsessivamente por um homem por quem nunca deveria ter se apaixonado. Quando engravidou, Nathan desapareceu, e ela entregou seu bebê para a adoção.
Caroline adotou um bebê para agradar o marido. Agora ela questiona se está preparada para o papel de esposa e mãe.
Juliette considerava sua vida perfeita: tinha um casamento sólido, dois lindos filhos e um negócio próspero. E então ela descobre o caso de Nathan. Ele prometeu que nunca a trairia novamente, e ela confiou nele.

Hoje...
Tia ainda não superou o fim do seu caso com Nathan. Todos os anos ela recebe fotos de sua garotinha, e desta vez, em um impulso, decide enviar algumas delas para a casa do ex-amante. É Juliette quem abre o envelope. Ela nunca soube da existência da criança, e agora precisa desesperadamente descobrir quantas outras mentiras sustentaram o seu casamento até hoje.





Há alguns anos, Tia se apaixonou perdidamente por Nathan, mesmo sabendo que era casado ela continuou o romance, até que descobriu que estava grávida. Nathan pede para ela fazer um aborto, mas Tia não quer isso. Se não ficará com Nathan ela não ficará com a criança, que a lembraria todos os dias do homem que a abandonou. 
Depois de cinco anos a culpa ainda a persegue e ela questiona se fez certo em entregar a criança para adoção. Todo ano recebe um cartão com uma foto de Savannah, sua filha, que insiste em chamar de Honor. 


Foi um baque para Juliette quando Nathan abriu o jogo sobre o caso que teve com Tia. Desde então ela não consegue confiar cem por cento no marido; e a desconfiança cresce ainda mais quando abre um envelope enviado por Tia para o marido e vê fotos de uma linda criança, que descobre ser a filha que Nathan abandonou. Essa descoberta abala ainda mais o casamento dos dois, e Juliette acaba tomando decisões que podem decidir o futuro de sua família, e da pequena Savannah. 


Caroline é uma médica respeitada que passa muito tempo trabalhando em sua pesquisa sobre câncer infantil, mas pouco tempo ao lado da filha. Ela adotou Savannah para agradar seu marido, que sempre sonhara em ter uma família e dar a ela tudo o que não teve em sua infância. Porém Caroline não sabe se está preparada para ser mãe, pensa não ter vocação para isso e tem medo de não estar fazendo sua filha feliz.

Savannah é uma garota muito inteligente, questionadora e centrada; muito madura para a idade. Passa a maior parte do tempo com a babá e suas bonecas e ama os pais, mas sente falta de passar mais tempo com eles. Aos 5 anos ela sabe que é adotada, e lida muito bem com isso; até os pais biológicos interferirem em sua vida de alguma forma. 



"Será que seria capaz de perdoá-lo? 
Gandhi disse que o perdão é uma das características do forte. Ela só não sabia se tinha esse tipo de força." (Juliette, página 322)



Mentiras que Confortam é um livro sobre relações familiares; sobre casamento, traição e mentiras, sobre as escolhas que fazemos pensando no outro, ou apenas em nós mesmos. As mentiras que contamos para nós mesmos são as piores, apesar do conforto momentâneo que elas trazem.

Tia mente para si mesma sobre ter dado a filha para a adoção por não ter como criá-la, quando a verdade é que a menina a lembraria de Nathan e de como ela foi burra em ter se apaixonado por um homem casado.
Nathan esconde a traição, depois esconde a menina; tudo para que Juliette possa seguir em frente, para que o casamento não acabe.
Caroline não acha que possa ser uma boa mãe um dia, e esconde isso do marido; esconde dele que sente raiva, e que as vezes não quer voltar para casa.
Juliette esconde que sabe sobre Savannah, e depois esconde o que realmente sente para proteger os filhos e a si mesma.

Como tantas mentiras, tantas traições e sentimentos, podem enfim vir à tona sem causar estragos? A vida de todos esses personagens estão ligadas, ligadas por uma doce criança. Será que eles pensarão na menina antes de fazer qualquer coisa?



Mentiras que Confortam foi uma leitura intensa, que me acompanhou durante uma semana. Li o livro com calma, pois queria me envolver com ele, entender as escolhas muitas vezes erradas dos personagens.
Sim, escolhas erradas são feitas durante a narrativa, e não precisamos necessariamente concordar com elas, pois os personagens, todos eles, estão passando por momentos difíceis e não é fácil entendê-los.
Algumas ações me deixaram com raiva, queria chacoalhar os personagens e falar umas boas verdades para eles...

O livro é narrado em terceira pessoa e temos a visão de Tia, Juliette e Caroline. Eu adoro isso; adoro poder saber o que está acontecendo com cada personagem.
Tive alguns problemas com a Juliette, os capítulos dela foram os mais difíceis de engolir, por ela as vezes ser tão ligada à aparência e ao casamento, que vamos combinar: acabou no dia que descobriu o caso de um ano do marido. E depois ruiu mais um pouco quando descobriu sobre a criança.

Como eu disse foi uma leitura intensa, pois muitos sentimentos são descritos. Mas eu adorei o livro! É um drama, e isso quer dizer que existem momentos cheios de mimimi e choro livre, mas isso não tira a grandiosidade da trama. E sobre o final, é fechado e não existem muitas lacunas, foi bom para mim.

Sobre a edição: a NC caprichou bastante no visual do livro e não encontrei erros de revisão.


No todo é um livro bom, bem escrito e com bons personagens. Existem alguns momentos repetitivos, mas nada que me incomodasse muito. Dei 4 estrelas e espero ter a oportunidade de ler outras obras da autora um dia.
Quem gosta de um bom drama não pode deixar esse livro de lado! 

23 comentários :

  1. Olá Gaby! Eu vi muita gente falando sobre o livro, mas não me dei ao trabalho nem de ler a sinopse. E eis que lendo a sua resenha me surpreendi. Não imaginava que era um drama assim! Eu adoro dramas e adoro livros que nos mostra mais de uma perspectiva, acho que dá um dinamismo a mais né?! De cara já gostei da Savannah e meio que não curti muito a Tia e Juliette, como diz a canção "Mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira" e elas abusam né? rs
    Espero ter oportunidade de ler esse livro algum dia.
    Beijos
    Lendo & Apreciando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Kamilla!!
      Tbm adoooro um bom drama, não perco por nada, hehehe. Sim, livros com perspectivas diferentes são sempre mais gostosos de ler, pelo menos é o que acho. Savannah tem um grande papel na história, mas não temos sua visão de narrativa :/
      Juliette é beeem chata. Eu gostei da Tia, mas tiveram momentos que eu quis bater com uma panela na cabeça dela.
      Espero que leia e goste bastante.
      Beijoos

      Excluir
  2. Novo conceito sempre arrasa nos lançamentos
    Apesar de eu ter achado um pouco clichê sua resenha fez com que eu ficasse com vontade de lê-lo
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Bárbara!
      Que bom que minha resenha te despertou interesse na leitura :)
      Beijo

      Excluir
  3. mlr, quando vi o livro nos lançamentos nem me empolguei pra ler... =T
    mesmo curtindo a temática, acho que não tô num momento bom pra esse tipo de leitura, sabe? Então preferi não arriscar...
    a capa tbm nãoo ajudou muito, achei simples demais... seilah...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu achei essa capa bem bonita. Foi o que me chamou atenção logo de início, sabia que seria um drama.
      Bjs

      Excluir
  4. Então, quando vi essa capa, achei bem tosca, a sinopse também não me atraiu, mas sua resenha mudou totalmente minha visão, juro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que minha resenha conseguiu te fazer ver um outro lado do livro! Fico feliz.
      Já eu adorei a capa :)

      Excluir
  5. Oi!
    Gosto de leituras intensas, mas infelizmente o livro não me atraiu nem um pouco.
    Essa eu passo, haha!

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. LOL pela capa imaginei algo meio enrolado ou um romance chato mas poxa o livro parece bem mais reflexivo, realmente seria algo que eu leria.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    A premissa desse livro realmente me interessa, mas no momento eu tô numa vibe de livros mais leves, sabe?
    Eu não o leria agora, mas sem dúvidas o leria futuramente. Então já anotei a dica e espero comprá-lo em breve :3
    Adorei a resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super entendo Jess! Eu as vezes fico nessa vibe também, mas volto para os dramas beeem rápido, hehehe.
      Espero que goste bastante!!
      Obrigada <3

      Excluir
  8. Olá; mesmo não curtindo drama, tenho curiosidade para ler esse livro. A trama me parece interessante, gostaria de ler e ver como os personagens lidam com as situações que estão enfrentando e como a história acaba. Gostei da resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem interessante mesmo, Mari.
      Fico feliz que tenha gostado :)

      Excluir
  9. Oi Gabi tô com esse livro na minha book List e confesso que depois de ler uma resenha negativa eu tava com receio de fazer a leitura, mas a sua resenha me estimulou a leitura. Espero curti-la assim como você curtiu. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi, Gaby!
    Eu gosto muito de dramas e os familiares geralmente são os que mais me chamam atenção. Gosto da rede de complicações entre famílias e o desenvolvimento e desenrolar delas, mas eu ainda tenho um pé atrás com esse livro. Quero conseguir lê-lo no futuro, mas não é um livro que me deixou super ansiosa para ler, embora sua resneha tenha sido muito bem escrita e com ressalvas que me chamaram atenção.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Os dramas que envolvem crises familiares são sempre intensos, eu adoro.
      Obrigada! :)

      Excluir
  11. Oi, tudo bem?
    Sua resenha me atraiu para ler o livro, mais que o livro em si. Até tinha me interessado por ele, mas deixei para depois, porque não fiquei naquele desespero para comprar.
    Gostei muito da sua resenha!
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  12. Oii!

    Não conhecia o livro, mas achei a história muito boa e a sua resenha me deixou com mais vontade de ler ^^ Já anotei a dica! A capa é linda :)

    Beijos, Kamila
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  13. Olá, o livro parece ser bem intenso mesmo pois trás tantas famílias quem tem algo a esconder e ao mesmo tempo estão todas interligadas que quando as verdade começarem a aparecer deve ficar bem intenso todos os sentimentos apresentados. Espero poder lê-lo em breve.

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!