Favoritos de 2014 (em construção)

sexta-feira, 22 de abril de 2016

O Mistério da Caveira de Cristal, de Chris Morton e Ceri Louise Thomas

''Há algumas verdades que são poderosas demais para a maioria das pessoas compreenderem, e essas verdades têm que ser protegidas. ''

Skoob || 616 páginas || Editora Butterfly

SinopseQuando a arqueóloga Dra. Laura Shepherd descobre que seu colega foi assassinado segurando um misterioso crânio de cristal, é envolvida em um mundo sombrio de presságios estranhos, fenômenos psíquicos e um código enigmático, 1221201212212012. Sua busca pela verdade leva-a a arriscar sua carreira, seu casamento e até mesmo sua vida. Laura descobre uma terrível profecia, embarca em uma perigosa missão, rumo a um antigo templo maia, protegido por uma densa floresta, cercado por guardas armados, determinada a descobrir o mistério da caveira de cristal, a qualquer custo.



Laura Shepherd é uma respeitada arqueóloga, especialista na civilização maia e viciada em trabalho, que consiste em decifrar idiomas e códigos muito antigos no Instituto Geográfico Smithton. 
Uma noite, enquanto trabalhava empolgada em um material novo e desafiador, Laura escuta estranhos ruídos mais além no corredor, e, procurando o que fazia tal barulho, ela se vê na sala do Dr. Ron Smith, e o descobre morto, com um crânio de cristal em mãos. 

A causa da morte é um grande mistério para os detetives que assumem o caso, pois sem sinais de violência e nenhuma substância tóxica encontrados, não podem dar um laudo definitivo. 
Estranhamente, Laura acredita que o crânio de cristal que o colega segurava pode ter sido o causador de sua morte, porém  nada indica que esteja certa, afinal é apenas um objeto. Objeto esse que logo predomina seus pensamentos, pois não é como nada que tenha visto, e suas pesquisas sobre ele são infrutíferas. 

Laura então parte para uma aventura em busca de respostas; o perigo está sempre presente e, a partir do momento que resolve investigar a caveira, coisas estranhas começam a acontecer.
Escutando vozes, encontrando pessoas bizarras e tendo sua saúde mental questionada, Laura embarca em mistérios sobre reinos esquecidos, códigos indecifráveis e improváveis destinos; florestas e templos antigos. 

"- Muito de nossa sabedoria está oculta em lendas. Há algumas verdades que são poderosas demais para a maioria das pessoas compreenderem, e essas verdades têm que ser protegidas. É por isso que estão disfarçadas em lendas, de modo que somente aqueles que buscarem ouvirão verdadeiramente."
Mas será que Laura está preparada para o que irá encontrar? Ainda abalada pelo luto de ter perdido a filha no passado, e depois o colega, estaria essa corajosa mulher preparada para descobrir terríveis verdades sobre o nosso mundo; perigosamente perto do fim? 



O Mistério da Caveira de Cristal é um livro de suspense/mistério narrado em terceira pessoa  e protagonizado por Laura Shepherd, uma mulher corajosa e decidida, mas que enfrenta a dor de ter perdido a única filha; se culpando sempre pelo ocorrido.
O livro possui 616 páginas e é dividido em 107 capítulos, sendo esses curtos.

A leitura não foi uma experiência de todo satisfatória para mim, e demorei mais que o esperado para concluí-la. Apesar de ter sido escrito de forma simples e ter bastante ação, não consegui me envolver tanto com a narrativa e seus personagens. Mas não culpo a obra, e sim o momento no qual a li. Quero ter a oportunidade de reler, daqui algum tempo, para quem sabe aproveitar mais tudo o que os autores construíram.
"- Apenas porque eu vejo as coisas um pouco diferente de você, apenas porque meus olhos se abriram, você acha que eu fiquei maluca."
Para quem gosta de livros com bastante ação, cultura maia e uma ótima ambientação, O Mistério da Caveira de Cristal será um prato cheio. Não há um só capítulo sem suspense ou novas revelações! O final é satisfatório e não mudaria nada no desfecho. É um livro que, ao mesmo tempo que entretém, possui mensagens importantes sobre humanidade de um modo geral.

Lembram que algumas pessoas afirmavam que o mundo iria acabar em dezembro de 2012, devido um calendário maia? Pois foi nesse ano que o livro foi lançado aqui no brasil :) Outra curiosidade é que esse livro inspirou o quarto filme de Indiana Jones; e apesar de não termos a participação desse personagem no livro, muitas cenas lembram sim o filme, que assisti muitos anos atrás.

A editora Butterfly caprichou bastante na parte gráfica dessa edição. A capa é bem bonita e condizente com a estória; além de termos a representação de um calendário maia em cada capítulo. Encontrei alguns erros de revisão durante a leitura, mas nada que tenha me atrapalhado. As páginas são amareladas e o espaçamento é bom.

Quem gosta de aventura não pode deixar essa indicação passar.

16 comentários :

  1. Nossa que capa instigante rsrs.
    Gostei bastante da sua resenha mas infelizmente o livro não me atrai. Fica pra próxima. Parabéns mesmo assim.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi, flor!!
    Amei a premissa, eu não conhecia o livro!!
    Amo suspense e sua resenha ficou ótima!!
    Adorei seu blog, bom final de semana ;)

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  3. Gabrielly, amo arqueologia, quando criança até queria ser arqueóloga.
    Apesar de envolver um tema que eu gosto muito não me empolgo porque não gosto muito de livros de mistérios.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  4. Ooi
    Não curto muito os temas, então acho que não seria uma boa leitura para mim
    Mas para quem gosta é um prato cheio!
    Beijoos!
    www.estantemineira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Ia comentar agora que achava esse livro parecido com um filme que assisti hahaha Bem interessante e gostei da resenha! Parabéns ^-^ não sei bem se a leitura iria fluir, mas quem sabe?
    Beeijos

    ResponderExcluir
  6. eu não costumo gostar do catálogo da editora, mas pra esse livro eu faria uma exceção. Amei a premissa dele, curto um bom suspense regado a aventura, e acredito que seria uma leitura divertida. :D
    agora... é um baita calhamaço, né? jaajhahahaha
    bjs :D

    ResponderExcluir
  7. Olá
    Gosto muito de livros de suspense, acho que vou gostar bastante desse livro, adoro a cultura maia e esse clima 'indiana Jones' já anotei a dica o/
    Beijos

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Poxa, uma pena você não ter conseguido se envolver com a obra. Mas também foi muito legal você dizer que pretende reler em outro momento pois não acha que a culpa disso tenha sido do livro em si.

    Achei essa premissa muito boa, e o fato de ter sido lançado em 2012 foi um quê a mais que provavelmente influenciou para muitos amarem a história. Todo aquele clima de "vamoa morrer", ler um luvro que fala de um fim próximo... Deve dar até agonia.rs

    ResponderExcluir
  9. Nossa, o livro é enorme!!!!!

    eu bem que quero ler esse livro, mas depois da sua resenha, eu vou dar mais uma esperada, ler outros na frente!

    sua resenha está ótima,,a premissa é interessante....mas ainda falta alguma coisa pra me convencer

    bjs

    ResponderExcluir
  10. Já tinha visto essa capa por aí, mas nunca havia me entusiasmado pra ler. No entanto tem uma trama bem bacana ein? Cheia de ação e aventuras, curti muito isso. E não sabia que havia cultura maia também, bacana. Mais bacana ainda foi ano do lançamento ein?! haha Não tenho pretensão de lê-lo por agora, quem sabe um dia?! Ótima resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá, não conhecia a obra e achei super bacana o enredo. Sua resenha ficou incrível, parabéns!
    Gosto do gênero e por isso já vou anotar a dica aqui.

    Abraços
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  12. Adoro essas histórias que envolvem descobertas e mistérios arqueológicos. Não conhecia o livro, nem o filme, mas já me interessei. Dica anotada!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  13. Olá!!

    Adoro a capa desse livro!
    Eu quase comprei em uma promoção mas acabei desistindo. Mesmo assim um dia quero ler. Adoro mistérios e ação.
    Pena que não curtiu muito mas pode ser o momento sim, já ocorreu comigo.
    Sua resenha ficou ótima!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Que pena que nao aproveitou a leitura, mas como disse quem sabe em outro momento, pois mesmo assim gostei muito da sua resenha e me interessou bastante o livro.

    Beijos

    Viviana

    ResponderExcluir
  15. oi, tudo bem?
    esse é o tipo de livro que geralmente não me atrai muito, porém, pelo simples fato de falar da cultura maia, já quero ler. Sou fascinada por essa civilização! Uma pena que o livro não tenha funcionado tão bem para você, e também tenho disso, de ter o momento certo para ler o livro certo, ou não aprecio tanto quanto poderia
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Eu adoro histórias de aventura, mistério, que envolva alguma cultura antiga. Não sabia do que se tratava o livro e, depois que lí sua resenha fiquei super curiosa para conferir o livro por mim mesma.

    Beijinhos da Mady.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!