Favoritos de 2014 (em construção)

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Redoma, de Meg Wolitzer

"[...] sei que a dor pode parecer uma linha sem fim. Você pode puxá-la indefinidamente. Você continua puxando, e, à medida que a recolhe, você de fato não consegue acreditar que há algo no fim. Algo que não seja apenas mais dor."

Skoob || 287 páginas || Editora Globo Alt
Sinopse: Se a vida fosse justa, Jam Gallahue estaria vivendo sua vida tranquila em Nova Jersey, assistindo a séries de comédia e abraçando seu namorado, Reeve Maxfield. Ela não estaria infeliz e sem vontade de se levantar da cama, nem estaria em um internato para adolescentes “emocionalmente frágeis”, com uma colega de quarto esquisita. Mas a vida não é justa, Jam perdeu seu primeiro amor e está completamente perdida.

A mudança de escola parece a única possibilidade de recuperação para a garota, que passou quase um ano mergulhada em tristeza. No entanto, ela odeia a nova rotina e decide levar tudo com o menor esforço possível. Por isso, Jam fica bastante surpresa quando descobre que foi selecionada para a exclusiva e lendária aula de “Tópicos Especiais em Inglês”, da misteriosa Sra. Quenell.A turma tem mais quatro estudantes, todos com histórico de traumas ainda piores que os de Jam. Mesmo assim, a professora parece não se importar com a fragilidade de seus alunos quando escolhe o livro que trabalhará durante o semestre: A redoma de vidro, de Sylvia Plath. O romance, que narra a série de eventos que levariam a estudante Esther Greenwood a um colapso nervoso, parece a opção mais improvável, e talvez inadequada, para adolescentes que ainda estão superando experiências difíceis.Além das discussões sobre o livro, cada aluno tem a tarefa de escrever em um diário entregue pela professora. E é esse trabalho que leva Jam e seus amigos desajustados à Redoma, um lugar misterioso onde o passado pode ser revivido, e cada um dos alunos pode rever sua vida antes do momento traumático que levou ao internato. Repleto de referências ao clássico de Sylvia Plath, Redoma é um romance sobre o primeiro amor, o sofrimento profundo, o amadurecimento e os problemas de aceitação na adolescência. É também uma história sobre como a amizade pode ajudar a superar os piores traumas da vida.




Jam Gallahue sofreu uma grande perda e não consegue lidar com o fato de ter perdido o namorado; o lindo, charmoso (e inglês) Reeve Maxfield, com quem passou 41 dias intensos, até que ele morreu, deixando-a devastada. 
Com as notas em queda livre, o quadro depressivo e a falta de interesse pela família, seus pais resolvem matriculá-la em um internato para adolescentes "emocionalmente frágeis". Jam não tem escolhas a não ser ir, e logo no primeiro dia de aula descobre estar matriculada em "Tópicos Especiais em Inglês", aula dada pela Sra. Quenell. Avisada pela colega de quarto, ela sabe que apenas 5 alunos foram escolhidos pela professora, o que é extremamente estranho. 

Esse semestre será o último da Sra. Quenell antes de se aposentar, e para fechar a disciplina ela escolheu uma autora especial a ser estudada: Sylvia Plath. Seu romance, A Redoma de Vidro, será lido, o que parece uma escolha improvável já que todos ali, assim como a personagem de A Redoma de Vidro, tiveram algum tipo de colapso ou quadro depressivo. 
Além da leitura, os alunos terão que escrever em um diário até o fim do semestre, quando terão que devolvê-lo, totalmente preenchido, à professora. 

Marc, Casey, Griffin e Sierra são os colegas de sala de Jam; cada um com um trauma diferente, uma história diferente para contar; mas precisam estar prontos para isso... 

O diário se prova um verdadeiro desafio; não só por não quererem falar sobre o que os mandou para ali, mas porque, assim que começam a escrever nele, vão parar em outro lugar, uma nova dimensão; onde podem voltar ao dia de seus traumas, mas não vivenciá-lo de fato; nesse lugar, tudo fica bem. O acidente de Casey não acontece, o irmão de Sierra não desaparece, Marc não descobre um segredo horrível e Griffin não volta à noite fatídica em que causou um acidente na fazenda onde mora. O problema é que no final de cada visita à "Redoma" (como passam a chamar esse lugar), 5 páginas do diário são misteriosamente preenchidas; e, pior, logo ficará totalmente preenchido e terá que ser devolvido. Estariam esses adolescentes preparados para dar um adeus definitivo àquilo? 

"[...] A mente prega peças em si mesma para continuar inteira. "

Redoma é um livro jovem adulto com um enredo realmente rico e cativante, que prende o leitor de tal forma que, assim que engata na leitura, fica impossível parar. 
Eu sempre gostei muito de livros que tratam de depressão, ou personagens que estão se recuperando de um trauma ou estão em luto, então não pude resistir à premissa desse livro. Outro fato que me levou a desejá-lo tanto foi por ter Sylvia Plath na sinopse, e sou uma grande fã de A Redoma de Vidro.


Jam não é uma personagem que despertou minha empatia logo de cara, e por ser narrado em primeira pessoa, empaquei um pouco nas primeiras páginas. Porém, assim que a personagem começa a escrever em seu diário e é "teletransportada" para a Redoma, onde pode ficar na companhia de Reeve por alguns momentos, a leitura se torna mais ágil. Sobre essa ideia da autora de colocar uma pitada de fantasia no meio da narrativa, confesso que fiquei receosa de início, mas gostei bastante.

Algo que realmente me incomoda é o fato de haver um romance no meio de tudo! Sim, um romance. E, bem... poderíamos passar sem isso, Meg.

Os outros personagens, colegas e professores de Jam, me cativaram desde o início. Adorei principalmente a professora Quenell, que fez grande diferença na estória com sua língua afiada e suas tiradas geniais.

Nas 90 ultimas páginas, a autora faz algumas revelações surpreendentes. Não esperava mesmo o que ela fez, e sinceramente gostei. Achei ousado e foi a pitada que faltava para eu terminar o livro satisfeita com o que tinha lido.

É um ótimo livro, que me lembrou vários outros que li e também gostei, entre eles: Mathilda Savitch, Quem é Você, Alasca?, Deslembrança e O Que Há de Estranho Em Mim. Se já leu algum desses  e gostou, é quase certo que irá adorar Redoma também! 

28 comentários :

  1. Gaby, quero ler viu!

    Adorei a "premissa" do livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando quiser ler me diz, que te empresto <3

      Excluir
  2. Parabéns pela resenha! Não conhecia o livro e como gostei da premissa, já está na minha lista de leitura. Grata pela dica! Estou seguindo suas redes sociais, querendo e gostando, seja bem-vind@ as minhas redes também. http://www.cristinadeutsch.org/
    Saudações literárias.
    Beijos no ♥
    CD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Cristina! Espero que leia e goste bastante.
      Beijos!

      Excluir
  3. Parece um livro bem tenso né, e pelo visto a autora soube conduzir bem os fatos. Sempre leio livros desse gênero, vou anotar a dica. Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá, flor, tudo bem?

    Menina adorei a leitura de o que há de estranho em mim, fico feliz em saber que este livro tem a mesma carga emocional, preciso admitir que jamais fui fã de livros assim, não gosto de fica chorando sabe? gosto de me diverti com a leitura, mas depois de ler o que há de estranho em mim, realmente virei fã desse tipo de gênero, e quero ler, muitos outros<3 adorei a premissa deste, eu já tinha ouvido falar mais não detalhadamente como você fez.

    Beijinhos

    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Que Há de Estranho em Mim é lindo demais Também adorei. Livros que abordam temas como depressão, suicídio e luto são meus favoritos!
      Espero que tenha a oportunidade de conferir Redoma ;)
      Beijos! ♥

      Excluir
  5. Linda a capa, a história me cativou, sim quero ler. Adorei a resenha, achei tudo magnífico e até mesmo a pitada de magia (amo magia). Estou com muita vontade de pegar esse livro e ler agora, pena que não o tenho :(. Muito bem escrita a sua resenha. - Joanna Amaro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha se interessado pela leitura! Espero que goste! ♥ Obrigada!
      Beijos

      Excluir
  6. Oiii lindinha, tudo bem?
    Eu realmente não conhecia o livro em si, e achei incrível do tema abordado, com toda certeza irá para a minha lista de compras futuras, pelo que percebi a edição parece estar maravilhosa.
    Beijinhs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A edição está bem bonita, sim :D
      Espero que goste da leitura!
      Beijos

      Excluir
  7. Oie
    muito legal sua resenha e eu to louca por esse livro, e principalmente pelo livro que inspirou esse, adorei essa capa e o enredo é totalmente o estilo que eu curto

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado. Espero que leia e goste bastante de ambos! ;D
      A capa é muito linda!
      Beijos

      Excluir
  8. Olá, tudo bem?
    Achei a proposta do livro bem interessante! Realmente me envolvi com a sua resenha que ficou muito bem feita e detalhada. Não entendi o por que do romance do livro, mas somente lendo para descobrir ;)
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, Larissa!
      É um romance que se desenrola mais pra metade do livro, e que ao meu ver foi desnecessário :/
      Beijos!

      Excluir
  9. Oie, tudo bem? Você acredita que também gosto de livros intensos e que mexem com a gente? Já li Deslembrança, em somente uma semana, um dos livros que li mais rápido, é simplesmente incrível. Então com certeza irei gostar desse que você indicou. Sua resenha ficou excelente, amei. Beijos, Érika ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, Érika <3
      Espero que goste de Redoma também.
      Beijos!

      Excluir
  10. Olá, não conhecia a obra e posso dizer que foi uma ótima dica. A premissa é bem interessante sua resenha ficou show!

    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Fiquei muito interessada por este livro, pois gosto dessa temática. "A protagonista problemática, depressiva, passando por situações dos quais deve tirar o melhor delas e reaprender a viver"
    Já colocando na minha lista de desejados.
    Abs
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bem? Adorei a sua resenha, Gaby, mas acho que não sou o público alvo do livro. Não me interessei muito. Mas também não vou descartar de primeira, se tiver oportunidade pretendo ler.

    ResponderExcluir
  13. Eu sempre via esse livro e nunca imaginaria que essa seria a história! Incrível a premissa, você fez eu me interessar pela leitura e pelo desenvolvimento dessa aula de inglês! Vou baixar no meu kobo imediatamente!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Gosto de livros de puramente amizade, sem que tenha que envolver amor romântico no meio, acho que alguns autores desvalorizam o amor de amigo, só por isto já leria o livro.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Gaby!
    Eu não li nenhum desses que você mencionou no final mas vou anotar as dicas.
    A história me atraiu forte hehehe já quero ler.

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi. Eu achei a capa do livro bem bacana. o enredo é diferente, de alguma maneira lembrei da Terapia comunitária, não sei bem o motivo.

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Antes de ler sua resenha já AMEI esse quote lá na parte de cima, bem profundo mesmo.
    Não conhecia esse livro, mas anotei aqui para ler posteriormente e também vou indicar para um amigo que certamente vai gostar.
    Eu também gosto de livros mais densos, que retratam a depressão e essas coisas. Eu já li Deslembrança. Enfim, dica anotada.

    Beijos,
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  18. Olá!

    Não conhecia esse livro, mas adorei. Muito boa a proposta dele, me chamou muita atenção. Sem falar na sua ótima resenha! Obrigada pela dica, irei pesquisar mais sobre.

    Beijos, Kamila
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!