Favoritos de 2014 (em construção)

terça-feira, 9 de maio de 2017

A Garota Que Não Queria Lembrar, de Maggie Lehrman

Autora: Maggie Lehrman
Título original: The Cost of All Things
Editora: Pavana
Ano: 2017
Páginas: 352
Skoob
*Recebido em parceria com o selo Pavana para divulgação.
Sinopse: O que você sacrificaria para superar a perda de um grande amor? Ou para enterrar de vez as suas tristezas? Ou para ter a beleza com que sempre sonhou? Cuidado, porque o preço pode ser alto demais... Após a morte do namorado, Ari recorre a um feitiço para apagar Win da memória. Mas esquecer o rapaz não é tão simples, ainda mais depois que Ari percebe que entre seus amigos, seu namorado e até ela mesma há segredos demais. Se revelados, podem mudar a sua vida para sempre. antes do passado e do presente em uma narrativa acelerada. É um drama misterioso e romântico, com os dois pés na realidade e o coração na magia. A cada página, a busca para revelar a verdade por trás de uma terrível tragédia fica mais perigosa para os personagens e mais interessante para o leitor.

Quem acompanha o blog há certo tempo já deve ter percebido que eu adoro livros jovem adultos contemporâneos, e se a trama trás algo novo eu fico ainda mais interessada na leitura. A Garota que Não Queria Lembrar é um jovem adulto de realismo mágico. Tem todas as características de um contemporâneo com um toque mágico muito bem vindo, e que fez toda a diferença.

Aqui conhecemos Ari, uma adolescente que passou por uma terrível tragédia na infância e agora, aos 17 anos, acabou de passar por outro trauma: seu namorado, Win, faleceu. Quando criança, a tia de Ari, que ficou com a tutela da menina, a levou para uma hekamista, e um feitiço foi o suficiente para fazê-la parar de ter pesadelos com sua casa em chamas, e sumir com a dor pela perda dos pais.


Agora, depois da morte súbita de Win, Ari não suporta a dor que vem com mais essa perda, e vai a procura de um feitiço de esquecimento com a hekamista da cidade, uma mulher que atende desde pedidos por beleza, boas notas na escola e de sorte no amor; mas também trata de coisas mais sérias, como um feitiço de esquecimento, para apagar de vez alguém da memória. E é esse que Ari compra, o feitiço para ficar bem novamente, sem lembranças do namorado.

E funciona. Ela se esquece de Win, mas também esquece de como era antes, quando estavam juntos. Ela não consegue sentir nada pelo garoto que a antiga Ari parecia amar tanto, e mesmo no enterro ela tem que fingir lembrar dele, para não ser julgada pelos seus amigos pela decisão que tomou. Mas todo feitiço tem seu preço e seus efeitos colaterais. O efeito colateral do feitiço de esquecimento faz com que Ari perca sua graciosidade e seus movimentos fiquem desgovernados, o que a impossibilita de continuar no balé, a coisa que ela acredita amar mais que tudo. Não consegue entender como a antiga Ari largaria seu sonho e futuro por causa de um garoto. Por quê ela fez isso?


Em paralelo temos, também em primeira pessoa, a visão de outros três personagens, em capítulos alternados. Conhecemos então Kay, uma das amigas de Ari, que tomou um feitiço de beleza e também comprou um de amarração para que ela, Ari e Diana fiquem sempre, sempre juntas. Ela é menina um pouco amarga e muito sozinha, então enxerga nas melhoras amigas uma forma de ser amada, e na amarração a certeza que nunca mais será abandonada.

Também conhecemos Markos, o melhor amigo de Win. Um garoto problemático que ficou ainda mais rebelde depois da morte do amigo, com quem tinha uma bonita relação de confiança. Ele não pode imaginar esquecer Win, então como reagirá se souber que Ari fez justamente isso?
"Sabe-se lá como, aquele menino tinha valido mais que nove anos de esforço, cinco horas de ensaio por dia, apresentações, competições e dor, tudo o que eu sempre sonhara ser, a única coisa em que eu tinha sido boa em toda a minha vida. Para esquecer meu passado, eu tinha apagado meu futuro. Meu eu do dia anterior tinha sido uma estúpida egoísta e idiota."
E para fechar os pov's do livro temos também a visão do Win, que tem depressão, doença que fica mais intensa e sufocante em seu último mês de vida. Uma decisão que toma neste mês é muito importante para o destino de alguns personagens.

Como podem ver, esse é um livro com 4 pontos de vista diferentes, todos em primeira pessoa. Eu gosto muito de narrativas assim, mas sei que pode incomodar alguns leitores. Mas me deixem dizer que todos os narradores têm uma personalidade marcante, e como em todo capítulo temos a sinalização sobre quem irá narrar, é quase impossível se confundir durante a leitura, fiquem tranquilos!


Sobre o realismo mágico presente na obra, é realmente muito original. Aqui temos o hekame, prática de um grupo agora seleto de mulheres que estão morrendo por estarem em tão pequeno volume e separadas umas das outras, e sendo caçadas pela polícia. Elas são bruxas, e sobrevivem dos feitiços que fazem em troca de dinheiro e segurança. Quando separadas, elas enlouquecem e morrem, e é o que vemos acontecer com uma delas em certo momento do livro. Os feitiços vão de coisas bobas até coisas realmente grandes, mas quanto maior for o pedido, maior será o efeito colateral do mesmo.

Eu achei isso realmente empolgante, e foi muito bem introduzido na trama, sem tomar tanto espaço dos dramas dos personagens principais e tornando tudo muito mais cativante, instigante para o leitor. Aqui vemos personagens que vão atrás de feitiços. o porquê de fazerem isso e também o que acontece depois, qual o preço que eles pagam.
"Mas eu diria que o medo da mudança é o medo mais inútil que uma pessoa pode alimentar. As mudanças vão acontecer, Ariadne. Lesões. Amores. Mortes. Não existe um momento em que uma pessoa esteja fixa. É assim, tudo muda. Sempre muda.
E é sobre isso que o livro fala também, como nossas escolhas agem sobre nosso futuro; as coisas que desejamos podem se virar contra nós, e fugir de uma dor ou um sentimento muito forte pode nos causar ainda mais transtornos. Lembram naquela frase de um livro do bom e velho John Green? Esse é o problema da dor. Ela precisa ser sentida.


Esse foi um livro que me prendeu do inicio ao fim, e de fato não consegui largar até chegar a última página. Eu adorei o final, que foi bem amarrado. Gostaria sim de saber mais sobre o futuro de alguns personagens, mas definitivamente não é necessário uma continuação. 

Indico a leitura para todos que curtem um bom jovem adulto com toque de fantasia. O livro trata de vários temas legais, então tenho certeza que irá agradar leitores de todos os gostos!

Não encontrei erros de revisão e a edição é muito bonita, a Pavana fez um ótimo trabalho. 

27 comentários :

  1. Olá
    Não conhecia o livro e nem a editora :( Eu gosto muito desse gênero, mas fico curiosa sobre os elementos trabalhados, e a parte da fantasia. Também sobre as reflexões inseridas no contexto. E é claro que fiquei interessada nesse título depois de conferir seus comentários. Apesar de a capa não me atrair muito, a premissa parece ser ótima. Gostaria de ler com certeza!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Oi Gaby!
    Eu tinha ficado curiosa quando você fez divulgação da obra aqui no blog e estou ainda mais após ler a sua resenha. Parece ser um ótimo livro. Adoro tramas e adoro ver vários pontos de vista, ainda mais com personagens que tem um conteúdo. E parece que a diagramação está ótima também, ein?! Quero. haha
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, a edição parece estar linda e também adoro romances. Já tinha visto essa capa, mas ainda não tinha lido sobre. Adorei, mesmo não curtindo tantos Pov's durante a leitura. Dica anotada, bjs.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Gabrielly!
    Que fotos mais lindas!
    Parece um livro de emoção e essa parte mágica deve dar um toque a mais.
    Deve ser uma perspectiva bem diferente ter duas Ari's. Uma antes e a outra depois. Quando os sentimentos vão parece que a memória de muitas coisas também. A gente não consegue entender mais nada.
    Gostei da resenha e vou dar uma conferida no livro. ^^ Obrigada pela dica!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  5. Ola, eu amei a sinopse e me deixou super curiosa pela história. De primeira eu amei bastante a capa e parece ser um pacote completo.
    Eu sou dessas pessoas que tem uma certa dificuldade com livros de varias pessoas narrando, mas se, a história for boa a gente nem percebe.

    Parabéns
    Beijos

    Leitora Dramática
    http://blogleitoradramatica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie! Tudo bem?

    Num primeiro momento eu pensei que fosse um drama, mas depois lendo sua história notei que é uma fantasia YA que amo demais ler! Já adicionei ele na minha lista de desejados do Skoob, e não vejo a hora de conseguir comprar e realizar a leitura dele!

    BJss

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Se eu visse esse livro por aí sem ler uma resenha nunca ia imaginar que a história é tão bacana e marcante assim.
    Adorei esse realismo mágico da história e também como a autora colocou elementos de superação de uma perda tão grande assim na vida de uma personagem e suas consequencias de querer ir pelo caminho mais fácil, não passar pelo luto.
    Enfim, dica anotada, quero muito ler

    ResponderExcluir
  8. Oii, tudo bem?
    Não tinha ouvido falar na obra, confesso que a capa não me chamou muito a atenção (já vi três livros com a mesma moça na capa e exatamente na mesma posição). Confesso que ao ler a parte do namorado achei bem sem graça, mas gostei de saber que há magia envolvida. Imagino ser uma história bem diferente das quais estou acostumada, mas acho que vou dar uma chance a essa leitura.

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Nossa, que estória forte!! Não sei se leria, pois não gosto muito de livros que traga à estória vários personagens com suas estórias paralelas. Porém, o tema em si é bem interessante, talvez eu só esteja com um preconceito bobo.

    ResponderExcluir
  10. Oie amore,

    Que capa lindeza... mas é a mesma imagem do livro da Juliana D´áglio...
    AInda assim gostei dessa história, pelo que li em sua resenhe e vou até anotar a dica por aqui!
    Essa coisas de pontos de vista diferente é bem bacana... é algo que me atrai!

    Beijoka!

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bom?
    Ainda não conhecia esse livro e nem a editora. O que mais me chamou atenção nele foi a mocinha da capa, que está na capa de outro livro também hahaha. Dificilmente me interesso por esse gênero, mas esse realismo mágico me chamou atenção. A trama toda parece legal. Quem sabe um dia eu leia.
    Até mais o/

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Também achei essa edição muito bonita. Mas o que mais me chamou atenção nesse livro, foi o fato de ter 4 pontos de vista, de 4 personagens diferentes.
    Não conhecia nenhuma outra história que tenha como tema "magia", além do HP. E esse me pareceu ser bem interessante, os feitiços e tudo que o envolve. Inclusive seus prós e contras.
    Só achei que a forma como a Ari tentou lidar com a morte do namorado foi meio ruim, porque ela não enfrentou, somente fugiu...
    Não sendo por isso, gostei muito da resenha. Espero poder ler em breve.

    ResponderExcluir
  13. Olá.
    A narrativa ser feita sob 4 pontos de vista não vai me incomodar, eu gosto dessa alternância, gosto de conhecer bem os personagens.
    Enredo que envolvem perda não são meus preferidos, preciso de um momento certo pra esse tipo de leitura. E esse além de perda ainda aborda a depressão, um assunto que interesse de ser trabalhado.
    Essa deve ser uma leitura bem densa, não faria no momento, mas não dispenso a dica.


    Até mais!!
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  14. Achei a edição muito bonita! Eu não conhecia a obra mas definitivamente é um genero que amo e pelo que li, não irei me decepcionar. Concordo com você, narrativas com pontos de vistas diferentes são ótimas, dá uma intimidade ainda maior com o personagem.

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas fiquei muito curiosa para ler. Achei a premissa incrível e gostei dos temas que a autora aborda. Em especial, achei muito bacana ela falar sobre as consequências das nossas escolhas e como elas podem afetar nosso futuro.
    Adorei sua resenha e a forma como você apresentou o livro realmente instigou minha curiosidade. Dica anotada e espero ler em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Eu simplesmente já amei esse livro. Achei bem legal a visão dos 4 personagens em primeira pessoa e já fiquei chocada por saber que Win tinha depressão. Estou bem curiosa para ler a sua versão. O toque mágico também é um presente na leitura. Adorei.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  17. Oi Gabrielly, como está?
    Essa é a segunda resenha que leio desse livro e devo dizer que me sinto ainda mais atraída por ele, especialmente pelo realismo mágico da história, que me lembra muito o falecido Moacyr Scliar. Com certeza o modo como tu descreve o desenvolvimento da história me leva a acreditar que há muito a ser refletido.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bom?
    Não curto muito obras que envolvam realismo mágico, então acredito que não seria uma leitura para mim. Entretanto, achei bem interessante essa narrativa sob quatro perspectivas e também essa questão das consequência de se fugir da dor e claro, relacionadas as escolhas que tomamos.
    Gostei muito da sua resenha, super bem escrita, e das fotos que acompanham o post!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Já perdi a conta de quantos livros possuem essa mesma menina na capa! Rss
    Eu não tenho nenhum problema com vários POVs, esse mês li Em Águas Sombrias, que tem 14, então 4 para mim é fichinha! Só que o enredo não chamou muito minha atenção, achei um pouco bobo esse negócio dela ficar desengonçada, sei lá... acho que não leria.

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Olha eu gosto de livros que são narrados em primeira pessoa e em ponto de vista de personagens diferentes, porque assim me sinto até mais próxima de todos os acontecimentos e entendo o ponto de vista dos personagens. Eu gostei bastante da sua resenha e como sempre muito bem desenvolvida em Dona Gaby?! Saudades de tu no I LOVE (risos) Mas tenho que confessar que fiquei interessada na obra. Esses dias vi ele de graça na amazon, nem sei se ainda se encontra, porém vou procurar saber e ler. Parabéns mais uma vez

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2017/05/resenha-o-resgate-de-althea-2.html

    ResponderExcluir
  21. Olá,

    Nossa! Sempre vejo esse livro nas livrarias, porém essa capa não passa nem um terço do que a história vai retratar. Sempre que olho essa capa tenho a impressão de que já a vi em algum lugar 🤔. Enfim, gostei muito da premissa e já anotei a dica para assim que surgir uma oportunidade.

    ResponderExcluir
  22. Oii!
    A capa do livro é muito bonita. Gosto de livros que tenham vários pontos de vista, e achei o nome do livro bem sugestivo ao que acontece na história. Fiquei bem curiosa para ler essa história. Eu acho que nunca teria coragem de escolher esquecer uma pessoa, mas sim, iria procurar usar as recordações para tentar superar a morte da pessoa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Oiii
    A primeira coisa que pensei ao ver a capa foi "Já vi essa garota em algum lugar". Ela parece com a menina da capa de O Segredo de Ella e Micha.... mas não sei dizer se é a mesma, rs.
    Eu achei a história interessante, curto esses relatos de pontos de vistas diferentes, faz entender todos os lados dos personagens e não só o que o protagonista vê ou pensa de cada um.
    O que me incomodou um pouco foi o 'toque de magia", pra mim ou é 8 ou é 80, se ficar num meio termo onde, tem magia mas não é o foco principal eu acho que o livro fica meio desconexo... mas só lendo para saber. =)

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Essa capa é bastante comum, não é?
    Já tinha lido algumas coisas sobre esse livro e estou muito intrigada com ele e curiosa para ler, pois tenho a impressão que vou gostar. Achei bacana termos esses quatro pontos de vista e todos em primeira pessoa.
    Também gostei muito de você ter se encantado de cara com essa obra. Sem dúvidas, eu vou anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Eu não conhecia o livro, talvez já o tenha visto por aí, mas não consigo me recordar. A capa é linda, me deixou com vontade de ler, mas, lendo a sua resenha, percebo que talvez eu não vá gostar tanto assim. Não sei a razão, só que estou mais interessada em livros com temas mais diferentes, entende? Que bom que a leitura valeu a pena pra você! Beijos

    ResponderExcluir
  26. Olá.
    Não conhecia nem a editora nem este livro rsrs.mas curti demais a sinopse.me deixou super interessada
    Em saber como desenrolou a história é como terminou !
    Obrigada pela dica
    Entrou na lista de compras urgentes

    ResponderExcluir
  27. Oiee Gabi ^^
    Eu adoro quando o livro mostra mais de um ponto de vista, tão bom saber o que está acontecendo com os outros ♥ acho a capa desse livro linda, e eu adoro o gênero (apesar de estar dando uma pausa nos romances e dramas por enquanto), e mesmo não curtindo muito quando tem magia no meio, estou mega curiosa para ler e ver o que acontece com a Ari. Fico feliz em saber que o final foi bem amarrado e que você gostou do livro.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!